O município de Gramado foi contemplado através da Qualificação da Proposta, programa do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), para a construção de um novo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

A nova sede terá aproximadamente 175 m² de área construída e ficará localizada Rua Coluna do Norte, Bairro Vila Verde, próxima ao Expogramado. Atualmente, todos os atendimentos e projetos são realizados em um prédio alugado, no bairro Piratini. A locação não possui acessibilidade e custa ao município o valor mensal de R$ 8.420,37.

“Através da construção de um prédio próprio, serão economizados recursos municipais que poderão ser utilizados em projetos e politicas públicas voltados às demandas da Politica de Assistência Social”, destaca a secretária da pasta, Ana Lovatto Sartori.

De janeiro a agosto de 2018, aproximadamente 1.720 atendimentos foram realizados somente no centro do Piratini.

“Este novo espaço possibilitará a ampliação das ações e sua localização facilitará o acesso do cidadão que buscar os serviços socioassistenciais no novo CRAS”, enfatiza Ana.

O recurso deste novo espaço, foi disponibilizado em virtude de articulação politica do município, junto ao Deputado Federal Osmar Terra (MDB). O valor total é de R$ 322.928,00 sendo R$ 319.428,00 oriundos do repasse e R$ 3.500,00 de contrapartida do município.

O Centro de Referência é responsável pela organização e oferta dos serviços socioassistenciais. Ele representa a principal estrutura física local para a proteção social básica e desempenha papel central no território onde se localiza, possuindo a função exclusiva da oferta pública do trabalho social com famílias por meio do serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF) e gestão territorial da rede socioassistencial de proteção social básica.

Além da construção de um novo CRAS, a administração municipal também entregará à comunidade Gramadense um novo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), em 2019. Atualmente, os dois dividem espaço entre si com o setor de Habitação e com a Secretaria de Cidadania e Assistência Social.

A previsão é de que o espaço seja construído em um terreno da Prefeitura, localizado no bairro Moura (na esquina da Rua das Orquídeas com a Rua das Margaridas) e compreenda uma área de 220 m². Para o investimento, a Prefeitura captou recursos federais totalizando R$ 450 mil, contando também com o apoio do Deputado Osmar Terra.

Quais são as principais funções do CRAS?

• Prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidade e riscos sociais nos territórios, por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania.

• Os programas e projetos socioassistenciais de proteção social básica, para as famílias, seus membros e indivíduos em situação de vulnerabilidade e risco social, são estruturados para articular e fortalecer a rede de Proteção Social local e prevenir as situações de risco em seu território de abrangência, fortalecendo vínculos familiares e comunitários e garantindo direitos.

• É pelo CRAS que as famílias em situação de vulnerabilidade social acessam a benefícios eventuais e/ou emergenciais, tais como:

• Auxílio Documentação;

• Auxílio Cesta Básica;

• Auxílio-funeral;

• Passe Livre municipal para Pessoa com Deficiência e Idoso;

• Tarifa Social de Energia Elétrica,

• Telefone Popular,

• Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos;

• Carta Social; (postagem de carta com tarifa de R$ 0,01)

• Além dos benefícios de transferência de renda, (Bolsa família, Beneficio de Prestação Continuada, BPC).

Crédito: Divulgação/Prefeitura